Como calcular o período fértil? Entenda tudo sobre o assunto!

Se você está lendo esse conteúdo, provavelmente quer descobrir quando é o seu período fértil para tentar engravidar ou fugir de uma gravidez indesejada, acertamos?

Para quem faz parte do primeiro caso, saber calcular o período fértil pode ajudar a aumentar as chances de engravidar. E no caso contrário, também é interessante conhecê-lo para ficar atenta quando esses dias chegarem.

Para te ajudar, neste artigo vamos te explicar exatamente o que é o período fértil e como estimá-lo com uma técnica simples. 

Veja também quais são os sinais que nosso corpo dá para nos ajudar a identificar esse momento tão relevante da saúde e sexualidade feminina. 

O que é o período fértil?

Mulher branca, de cabelo castanho-escuro liso. Ela está grávida e usa um vestido florido em uma praia com as mãos na barriga.
Esse período é essencial para quem quer engravidar.

Como o próprio nome sugere, período fértil é o espaço de tempo em que a mulher está mais propensa a engravidar. Por isso, esse é o momento de maior fertilidade do ciclo menstrual.

Durante o período fértil, os hormônios e todo o corpo estão prontos para a fecundação de um óvulo. Isso significa que a mulher pode sentir algumas alterações.

Geralmente, a libido fica lá em cima e as mulheres sentem mais vontade de fazer sexo. Porém, esse não é o único sintoma, sabia? Vamos falar sobre outros sinais de que você está no período fértil, continue a leitura!

Como calcular o período fértil?

Mulher negra, de cabelos cacheados pretos. Ela está sorrindo, sentada em um sofá cinza e usa uma camiseta branca.
O cálculo é simples, mas exige atenção, viu?

Nem toda mulher deve calcular o período fértil do mesmo jeito. Fatores como a regularidade do ciclo podem influenciar nesse cálculo.

Mulheres com ciclo regular

A estimativa do período fértil é mais certeira para mulheres com o ciclo regular, que costuma variar menos de 10 dias entre os diferentes meses.  Se em um mês o seu ciclo dura 28 dias e no outro 30, por exemplo, você pode considerá-lo regular. 

Porém, o período fértil pode variar de acordo com a duração do ciclo. Prestando atenção nisso, ele costuma ser a semana “central” do seu ciclo menstrual. Se o seu ciclo dura 28 dias, por exemplo, seria a semana entre o 11º e o 17º dia.  

É importante lembrar que cada corpo tem um funcionamento único e essas são apenas estimativas. Se você está evitando a gravidez, use um método contraceptivo seguro para você, como camisinha, pílula anticoncepcional ou DIU. Consulte seu ginecologista!  

Mulheres com ciclo irregular

Quem tem o ciclo irregular pode encontrar mais dificuldades para calcular o período fértil. Mas isso não significa que ele não existe, viu?

Nesse caso, o mais indicado é fazer um acompanhamento ginecológico. Seu médico poderá analisar as datas da menstruação em um período de seis meses para criar uma estimativa do período fértil. Porém, se você não deseja engravidar, a dica é redobrar a atenção com os métodos contraceptivos.

E para quem toma pílula anticoncepcional?

Cartela azul de comprimidos anticoncepcionais em fundo rosa e azul.
Para evitar surpresas, lembre-se de tomar a pílula certinha!

De forma bem resumida, quem toma pílula anticoncepcional não ovula. Como o período fértil está diretamente ligado à ovulação, quem toma pílula não tem período fértil.

Embora esse método contraceptivo seja bastante seguro, é preciso tomar todos os cuidados para que ele realmente te impeça de engravidar. 

Siga as indicações da bula e lembre-se de que no primeiro mês de uma nova pílula contraceptiva, é necessário combinar a outro método. Também fique de olho em medicamentos que podem cortar o efeito do anticoncepcional, tá bom?

É possível engravidar fora do período fértil?

Mulher grávida fazendo coração com as mãos sobre a barriga.
É possível, mas as chances são muito pequenas.

Sim, é possível engravidar fora do período fértil, mas é muito mais difícil. Isso pode acontecer se a relação sexual acontecer antes da ovulação e o espermatozóide sobreviver no ambiente intrauterino até que a ovulação aconteça, possibilitando a fecundação.

É provável também que seu período fértil varie um pouco ao longo dos meses. Então, preste atenção aos sinais do seu corpo e não conte com a tabelinha para evitar uma gravidez!

6 sinais e sintomas do período fértil

Mulher com as costas nuas está deitada de bruços em uma cama com lençóis e travesseiros.
Alguns sintomas podem ser bem incômodos.

Quem nunca ouviu dizer que o nosso corpo fala? Pois é! Com o período fértil não seria diferente.

Listamos alguns sintomas e sinais comuns desse período para te ajudar a identificar em qual momento você está mais propensa a engravidar. Confira!

1. Secreção vaginal característica

A secreção vaginal do período fértil é super específica e provavelmente você já reparou em suas características. Ela parece clara de ovo crua, sendo quase transparente, espessa e pegajosa. 

Essa secreção não é por acaso. Ela ajuda na lubrificação, permitindo que os espermatozoides consigam chegar com mais facilidade até o óvulo. E é claro que isso também deixa o sexo muito mais prazeroso!

2. Elevação da temperatura corporal

Durante o período fértil, os folículos liberam os óvulos. Isso aumenta a produção de progesterona, um hormônio que aumenta a temperatura corporal em até 0,8 °C. O método sintotermal de controle da fertilidade é baseado nesse fato. Se estiver interessada, existem alguns aplicativos que te ajudam a mapear sua temperatura basal e identificar essa variação.

3. Surgimento de acne

Outro efeito dos altos níveis de progesterona no organismo, bem comum nesse período, é o aumento da oleosidade da pele

Na verdade, o que acontece é que a cútis fica levemente inchada, obstruindo os poros e aumentando a produção de sebo.

Essa combinação de fatores favorece o aparecimento de cravos e espinhas, principalmente em quem já tem a pele mais oleosa. 

Por isso, durante o período fértil, é importante prestar ainda mais atenção na sua rotina de skincare para tentar driblar essa reação.

4. Libido e apetite lá em cima!

Os dois tipos de apetite, sexual e o de comida, ficam nas alturas nesse período! E isso não é por acaso, sabia?

Como o seu organismo estará gastando mais energia para dar conta de todos os processos envolvidos no período fértil, é normal que você sinta mais fome.

Os hormônios também aumentam a libido e fazem a mulher se sentir mais atraente e sexy. Para esses momentos, que tal escolher uma lingerie para deixar esse momento ainda mais quente e especial? 

5. Alterações de humor

Os hormônios interferem em vários aspectos, mas o nosso humor é um dos mais afetados por eles durante o período fértil. 

Como se não bastassem as alterações de humor da TPM, é bem comum nos sentirmos mais irritadas, tristes e até mesmo raivosas nessa fase.

Para aliviar esse sintoma, que pode ser bem incômodo, nossa dica é apostar em atividades prazerosas e relaxantes como exercícios físicos, yoga, meditação ou qualquer outro hobby que te faça bem.

6. Incômodos no baixo ventre

Para algumas mulheres, as cólicas menstruais são um verdadeiro pesadelo. As dores do período fértil podem ser igualmente sofridas, mas geralmente esses incômodos são menos doloridos

Dores leves na parte de baixo da barriga e na região dos ovários são as mais comuns nesse período de fertilidade e são relacionadas à ovulação. 

Algumas mulheres relatam incômodos nas costas também, mas isso pode ser somente um reflexo. Essas dores passam rápido, não são persistentes. Se estiver sentindo desconforto, procure um médico!

Saber tudo sobre o período fértil é ótimo para conhecer mais sobre si e o próprio corpo, não é mesmo? 

A gravidez é apenas uma das consequências do sexo, que pode ser muito desejada ou evitada com responsabilidade. Independente do seu momento, saiba que existem várias outras vantagens dessa prática tão maravilhosa. Veja também os 10 benefícios do sexo!

Para continuar acompanhando as melhores dicas sobre saúde, sexualidade, beleza e moda, fique de olho aqui no nosso blog. Temos certeza que você vai amar nossos conteúdos!

Leave a comment

Your email address will not be published.