Como fazer ginástica íntima? Veja o passo a passo!

A sexualidade feminina é historicamente um tabu na sociedade. Por muito tempo, os homens eram vistos como os protagonistas nas relações sexuais. Durante esse período, as mulheres tinham apenas o papel de agradar seu parceiro, reprimindo o próprio prazer. 

Por isso, era fora do comum encontrar mulheres que falassem sobre masturbação feminina, orgasmo e buscassem por informações sobre como aumentar o próprio prazer, por exemplo.

Hoje, os momentos de intimidade entre parceiros se transformaram em uma conexão dos dois desejos e a sexualidade feminina ganhou destaque nas relações. Isso abriu espaço para que homens e mulheres aprendessem técnicas e transformassem o sexo em um momento de prazer mútuo.

A ginástica íntima tem um importante papel na jornada de autoconhecimento e no aumento da libido, lubrificação e até mesmo para a saúde do corpo feminino. É através desta técnica que mulheres conseguem se conhecer e atingir orgasmos intensos.

Quer saber como fazer ginástica íntima e aproveitar todos esses benefícios? Acompanhe a seguir!

Qual a diferença entre ginástica íntima e pompoarismo?

Em um fundo laranja, vemos uma toranja simbolizando uma vagina, foco da ginástica íntima.
A ginástica íntima é uma técnica conhecida por diversos nomes.

A prática de exercitar e fortalecer a área da musculatura vaginal e assoalho pélvico pode ter vários nomes: ginástica íntima, exercícios de Kegel ou, um dos mais conhecidos, o pompoarismo.

Independentemente de como você conhece a técnica, esses movimentos costumam ter o mesmo objetivo: oferecer saúde ao corpo feminino e favorecer posições sexuais que estimulam o orgasmo.

A ideia da ginástica íntima é milenar. Originada em países como a Tailândia, os exercícios vaginais ganharam praticantes no Ocidente a partir dos anos 1950 e se difundiram como excelentes opções para as mulheres. 

Os benefícios são tantos que a ginástica íntima é indicada até mesmo por médicos. Isso porque ela colabora com a saúde física, mental e sexual da mulher.

Benefícios da ginástica íntima para a saúde

Depois de aprender os movimentos da ginástica íntima, você vai notar alguns benefícios que esses exercícios podem proporcionar à saúde do seu corpo. 

A prática de exercícios de fortalecimento da região íntima é capaz de melhorar aspectos como flacidez vaginal, vaginismo, vulvodínia, funcionamento do intestino e disfunções urinárias

Além disso, você pode perceber que a ginástica íntima proporciona outros benefícios, como:

  • Diminuição dos sintomas da menopausa
  • Ajuda no pré e pós-parto
  • Recuperação no tônus vaginal
  • Redução das cólicas menstruais
  • Evita queda da bexiga
  • Prevenção de miomas
  • Opção de tratamento para dores durante o sexo

Benefícios sexuais da ginástica íntima

Alt text: Em um fundo rosa, estão dois donuts, um rosa pequeno e um marrom maior, com duas bananas descascadas sobre eles. A ginástica íntima é uma forma de trazer mais prazer para a mulher na relação sexual.
Quando você aprende como fazer ginástica íntima, a sua relação sexual pode se tornar mais prazerosa.

Além de todos os benefícios para o corpo feminino, a prática constante de ginástica íntima pode garantir algumas melhorias à vida sexual. Consequentemente, você e seu parceiro podem desfrutar de vantagens bem prazerosas na relação.

Os exercícios íntimos ajudam a aumentar a libido e a lubrificação, além de proporcionar mais controle e consciência da vagina durante o sexo. Consequentemente, você pode aumentar e intensificar o próprio prazer.

Ao aprender como fazer ginástica íntima, alguns movimentos podem ser usados durante a penetração. É importante lembrar que antes de realizar as manobras durante o ato sexual, o parceiro deve ser avisado, combinado?

Movimentos da ginástica íntima que podem ser usados no sexo

Agora que você já sabe todos os benefícios da ginástica íntima, que tal aprender os principais exercícios e movimentos para começar a praticar?

Ordenhar

Movimentos de contração nos anéis vaginais. Eles são realizados para pressionar e massagear o pênis durante a relação sexual.

Chupitar

Com as técnicas de ginástica íntima, a mulher aprende e põe em prática movimentos de sucção com a vagina, por isso o nome.

Sugar

Muito parecido com o sexo oral, durante a penetração a mulher faz movimentos vaginais que simulam uma sucção em regiões específicas.

Estrangular

Esse movimento acontece quando há uma pressão no órgão masculino, o que retarda a ejaculação do parceiro e prolonga o momento de prazer durante o sexo.

Quem pode fazer ginástica íntima?

Mulher usando top e hot pant de tons bege, segurando uma gérbera vermelha na altura da vagina simbolizando a ginástica íntima.
A ginástica íntima é uma prática democrática, mas vale consultar uma opinião médica, viu?

Antes de seguir qualquer dica de como fazer ginástica íntima, é fundamental consultar seu médico ginecologista, combinado? 

Em geral, a ginástica íntima pode ser realizada por mulheres de qualquer idade. Porém, quem se encaixa em um dos fatores abaixo, não deve praticar os exercícios vaginais:

  • Gestante nos três primeiros meses de gestação.
  • Em crise de infecção urinária
  • Com miomas, dispareunia, vaginismo, endometriose, bexiga caída ou candidíase
  • Tenha feito cirurgias recentes

O uso de DIU ou o período menstrual não são um impeditivo para a realização da ginástica íntima, pelo contrário. A ginástica íntima é um bom exercício para controlar as cólicas menstruais que costumam ser intensas neste período do mês.

Passo a passo para fazer ginástica íntima

A primeira coisa que você deve ter em mente antes de aprender como fazer ginástica íntima é: aperte e solte! Isso mesmo, os exercícios de ginástica íntima são basicamente a combinação entre contrair e relaxar os seus músculos vaginais.

O principal movimento é muito parecido com quando se está segurando o xixi e, finalmente, encontra um banheiro. No entanto, apesar da semelhança, especialistas recomendam esvaziar a bexiga antes de começar a sua prática de ginástica íntima.

Passo 1:

Comece a sua prática de ginástica íntima encontrando um lugar tranquilo e que você se sinta à vontade. Depois, sente-se com os joelhos em 90º e imagine que está sentada em cima de algum objeto. (dúvida: a mulher fica em pé ou sentada?)

Passo 2:

Lembra do aperte e solte? Então, está na hora de colocar em prática a técnica milenar! 

Comece contraindo os músculos pélvicos como se estivesse levantando aquele objeto imaginário. Faça esse movimento de contração por 3 segundos, relaxada. 

Os especialistas recomendam que iniciantes comecem a contrair por três segundos, sendo possível aumentar para 5 ou até mesmo 10 segundos. Com a prática, você poderá manter seu assoalho pélvico tensionado pelo tempo que conseguir, intensificando a ginástica íntima.

O importante aqui é não contrair outros músculos, como abdômen, nádegas ou coxas. Caso sinta qualquer tipo de dor durante os exercícios, pare e analise o que está incorreto.

Passo 3:

Aprendeu a técnica do aperte e solte? Então, tenha em mente que será necessário repetir esse exercício por 20 ou até 30 vezes seguidas, totalizando um tempo de cerca de 10 minutos, com intervalos de 1 minuto entre as séries. Aqui você também pode variar as posições como em pé ou sentada.

Para perceber os resultados, a ginástica íntima deve ser uma prática diária e realizada ao menos três vezes na semana. Muito mais do que a quantidade, o que importa para você alcançar e experimentar todos os benefícios dos exercícios, é a frequência e continuidade que dará aos exercícios. (que ela quem?)

Acessórios para intensificar sua ginástica íntima

A imagem mostra o vibrador Bullet da Loungerie como um acessório para intensificar a ginástica íntima.
Acessórios como o vibrador podem dar um empurrãozinho na sua ginástica íntima.

No mercado, existem alguns acessórios que são capazes de aumentar a consciência corporal e dão uma ajuda extra na hora de realizar os movimentos da ginástica íntima. 

É importante lembrar que se você nunca teve uma relação sexual ou está no primeiro trimestre de gestação, deve evitar o uso dos acessórios. Caso tenha dúvidas, sempre consulte um médico para ter a certeza de que o item será benéfico para o seu corpo.

Alguns dos itens que podem te ajudar durante a ginástica íntima são o colar tailândes, o Ben Wa, o vibrador e o cone vaginal. Todos esses itens são facilmente encontrados e são ótimos para fortalecer e exercitar a musculatura vaginal.

E para deixar o momento ainda mais especial e sensual, você pode contar com a linha Fetiche Noir da Loungerie para apimentar a relação e esquentar ainda mais os ânimos nos momentos de prazer. Aqui, você encontra lingeries sensuais, vibradores, loções e muitos outros acessórios!

Seguindo essas dicas de como fazer ginástica íntima, o seu autoconhecimento e contato sexual podem ficar ainda melhores! 

Quer ler mais conteúdos para apimentar a sua relação? Fique de olho na editoria Fetiche Noir do nosso blog!

Leave a comment

Your email address will not be published.